Exame LPI 101-500

Exame LPI 101-500 é o código para o primeiro exame da certificação LPIC-1 101.

O artigo é guia para a primeira prova do exame da certificação Linux LPIC-1 Versão 5.0.

Seu comentário é importante para a criação do guia para a segunda prova. Por isso, deixe seu comentário dizendo se gostou.

Objetivos do Exame 101

Versão dos Objetivos do Exame: Versão 5.0.

Código do exame: 101-500.

Nota: A versão 4.0 foi substituída em 29 de outubro de 2018. Ela ainda está disponível  até 1º de julho de 2019.

A recomendação do Treina Linux é que você faça o exame 101.400, se você já estava se preparando para a versão 4.0.

Tudo pronto, agora  vamos começar o guia para Exame LPI 101-500.

Exame LPI 101-500

Nossos artigos sempre tem um índice para te ajudar a chegar no assunto de seu interesse.

Separamos pelos tópicos do Exame LPI 101-500.

Marcação de alteração para novas atualizações para tal versão: 09/02/2019.

A marcação é importante para o artigo, pois o LPI pode alterar alguns pontos memo sem alterar a versão.

Analista de Suporte Linux Red Hat

O curso foi elaborado com os principais requisitos pedidos em vagas de emprego para profissionais Linux. Curso com Certificado.

Comprar

Tópico 101: Arquitetura do Sistema

Tópico 101: Arquitetura do Sistema.

Cada objetivo recebe um valor de ponderação.

Os pesos indicam a importância relativa de cada objetivo no exame.

Objetivos com pesos maiores serão cobertos no exame com mais perguntas.

101.1 Determinar e configurar configurações de hardware

Peso: 2

Descrição: os candidatos devem ser capazes de determinar e configurar o hardware do sistema fundamental

Principais áreas de conhecimento:

Ativar e desativar periféricos integrados.

Diferencie os vários tipos de dispositivos de armazenamento em massa.

Determinar recursos de hardware para dispositivos.

Ferramentas e utilitários para listar várias informações de hardware (por exemplo, lsusb, lspci, etc.).

Ferramentas e utilitários para manipular dispositivos USB.

Compreensão conceitual de sysfs, udev e dbus.

A seguir, uma lista parcial dos arquivos, termos e utilitários usados:

insmod - Carrega um módulo manualmente.

modprobe - Adiciona e remove módulos do kernel do Linux.

rmmod - Remove módulos carregados no kernel.

lsmod - Mostra o status dos módulos no kernel do Linux.

lspci - lista todos os dispositivos PCI.

lsusb - O barramento USB e dispositivos conectados a ele podem ser listados com o comando lsusb ou com cat /proc/bus/input/devices.

Sob o diretório root (/) existe um grupo de diretórios comuns à maioria das distribuições Linux. A seguinte lista contém uma lista dos diretórios comuns que estão diretamente sob o diretório root (/):

/bin - importante aplicativos binários

/boot - arquivos de configuração do boot , kernels, e outros arquivos necessários durante o período do boot.

/dev - os arquivos do dispositivo

/etc - arquivos de configuração, scripts de inicialização, etc.

/home - diretórios home para diferentes usuários

/initrd - usado quando está criando um processo de boot initrd personalizado

/lib - bibliotecas de sistema

/lost+found - fornece um sistema perdido+achado para arquivos que existem sob o diretório root (/).

/media - monta ( carrega ) automaticamente partições em seu disco rigido ou mídia removivel como CDs, câmeras digitais, etc.

/mnt - sistema de arquivos montado manualmente em seu disco rigido.

/opt - fornece um local opcional para aplica

/proc - diretório dinâmico especial que mantem informação sobre o estado do sistema, incluindo os processos atualmente executados.

/root - diretório home do usuário root, pronuciado "eslash-ruut"

/sbin - binários de sistema importantes.

/srv - pode conter arquivos que são servidos para outros sistemas

/sys - arquivos de sistema

/tmp - arquivos temporários

/usr - aplicativos e arquivos que são na maioria das vezes disponíveis ao acesso de todos usuários

/var - arquivos variáveis tal como logs e bancos de dados

101.2 Inicialize o sistema

Peso: 3

Descrição: os candidatos devem ser capazes de guiar o sistema através do processo de inicialização.

Principais áreas de conhecimento:

Fornecer comandos comuns para o carregador de boot e opções para o kernel no momento da inicialização.

Demonstrar conhecimento da seqüência de inicialização do BIOS/UEFI para a conclusão da inicialização.

Compreensão do SysVinit e do systemd.

Consciência de Upstart ( Gerenciador de serviços substituto ao init, mas com opções de compatibilidade).

Verifique os eventos de inicialização nos arquivos de log.

A seguir, uma lista parcial dos arquivos, termos e utilitários usados:

dmesg - imprime ou controla o buffer de anel do kernel

journalctl - Consulta o diário da systemd

BIOS - Basic Input Output System

UEFI - Quando o dispositivo é iniciado, a interface do firmware controla o processo de inicialização e passa o controle para o sistema operacional. UEFI é uma substituição das antigas especificações de interface de firmware BIOS e EFI (Extensible Firmware Interface) 1.10.

bootloader - Tem a função de carregar o sistema operacional na memória.

kernel - É uma palavra inglesa usada na computação para designar o núcleo do sistema operacional, que é a parte principal de um computador.

initramfs - É carregado pelo bootloader para dar suporte ao kernel.

sistema init - systemd e gerenciador de serviços

SysVinit - Init original 

systemd - Gerenciador de sistemas e serviços compatível com o SysV

101.3 Alterar runlevels, destino de boot e desligamento ou reinicialização

Peso: 3

Descrição: os candidatos devem ser capazes de gerenciar o nível de execução SysVinit ou o destino de inicialização systemd do sistema. Este objetivo inclui a mudança para o modo de usuário único, desligamento ou reinicialização do sistema. Os candidatos devem ser capazes de alertar os usuários antes de alternar os níveis de execução / destino de boot e finalizar adequadamente os processos. Esse objetivo também inclui a configuração do nível de execução padrão SysVinit ou do destino de inicialização systemd. Também inclui o reconhecimento do Upstart como uma alternativa ao SysVinit ou ao systemd.

Principais áreas de conhecimento:

Defina o runlevel padrão ou o destino de boot.

Altere entre o runlevel / destino de boot, incluindo o modo de usuário único.

Desligue e reinicie a partir da linha de comando.

Alertar os usuários antes de alternar os runlevel / destinos de boot ou outros eventos importantes do sistema.

Terminar adequadamente os processos.

Consciência do funcionamento.

A seguir, uma lista parcial dos arquivos, termos e utilitários usados:

/etc/inittab

shutdown            - Parar, desligar ou reiniciar a máquina

sistema init        - systemd e gerenciador de serviços

/etc/init.d/

telinit             - Alterar runlevel do SysV

systemd             - Sistema systemd e gerenciador de serviços

systemctl           - Controla o sistema systemd e o gerenciador de serviços

/etc/systemd/

/usr/lib/systemd/

wall                - Envie uma mensagem para o terminal de todos.


IT Certification Category (Portuguese)728x90

Tópico 102: Instalação do Linux e gerenciamento de pacotes

Tópico 102: Instalação do Linux e gerenciamento de pacotes.

Cada objetivo recebe um valor de ponderação.

Os pesos indicam a importância relativa de cada objetivo no exame.

Objetivos com pesos maiores serão cobertos no exame com mais perguntas.

102.1 Projetar layout do disco rígido

Peso: 2

Descrição: os candidatos devem ser capazes de projetar um esquema de particionamento de disco para um sistema Linux.

Principais áreas de conhecimento:

Aloque sistemas de arquivos e troque espaço para separar partições ou discos.

Adapte o design ao uso pretendido do sistema.

Certifique-se de que a partição / boot esteja em conformidade com os requisitos de arquitetura de hardware para inicialização.

Conhecimento dos recursos básicos do LVM.

A seguir, uma lista parcial dos arquivos, termos e utilitários usados:

/ (root) - sistema de arquivos raíz.

/var - Contém arquivos de dados variáveis. Isso inclui diretórios e arquivos de spool, dados administrativos e de log e arquivos transitórios e temporários.

/home - Usado para diretórios e arquivos dos usuários.

/boot - Usado para guardar arquivos carregadores de boot.

Partição de sistema EFI (ESP)

swap - Área de Troca

Pontos de montagem - As partições /media e /mnt são recomendadas. No Linux é possível realizar a montagem de dispositivos em qualquer local.

102.2 Instalar um gerenciador de boot

Peso: 2

Descrição: os candidatos devem poder selecionar, instalar e configurar um gerenciador de inicialização.

Principais áreas de conhecimento:

Fornecendo locais de inicialização alternativos e opções de inicialização de backup.

Instale e configure um gerenciador de inicialização, como o GRUB Legacy.

Realize alterações básicas de configuração para o GRUB 2.

Interaja com o carregador de inicialização.

A seguir, uma lista parcial dos arquivos, termos e utilitários usados:

menu.lst, grub.cfg e grub.conf

grub2-install            – Instala o GRUB em um dispositivo.

grub2-mkconfig     – Gera um arquivo de configuração do GRUB.

MBR                          – Master Boot Record

102.3 Gerenciar bibliotecas compartilhadas

Peso: 1

Descrição: os candidatos devem ser capazes de determinar as bibliotecas compartilhadas das quais os programas executáveis dependem e instalá-las quando necessário.

Principais áreas de conhecimento:

Identifique bibliotecas compartilhadas.

Identifique os locais típicos das bibliotecas do sistema.

Carregar bibliotecas compartilhadas.

A seguir, uma lista parcial dos arquivos, termos e utilitários usados:

ldd - Imprimir dependências de objetos compartilhados

ldconfig - Configura ligações de tempo de execução do link dinâmico

/etc/ld.so.conf - Pode ser usado para configurar o carregador dinâmico para procurar outros diretórios (como /usr/local/lib ou /opt/lib) também.

LD_LIBRARY_PATH - A variável de ambiente LD_LIBRARY_PATH informa aos aplicativos do Linux, como a JVM, onde localizar bibliotecas compartilhadas quando elas estão localizadas em um diretório diferente do diretório especificado na seção do cabeçalho do programa.

102.4 Use o gerenciamento de pacotes do Debian

Peso: 3

Descrição: Candidatos devem ser capazes de executar o gerenciamento de pacotes usando as ferramentas de pacotes do Debian.

Principais áreas de conhecimento:

Instalar, atualizar e desinstalar os pacotes binários da Debian.

Encontre pacotes contendo arquivos ou bibliotecas específicos que podem ou não estar instalados.

Obter informações do pacote, como versão, conteúdo, dependências, integridade do pacote e status da instalação (independentemente de o pacote estar ou não instalado).

Consciência do apt.

A seguir, uma lista parcial dos arquivos, termos e utilitários usados:

/etc/apt/sources.list - Lista de fontes de onde os pacotes podem ser obtidos pelo apt.

dpkg-reconfigure  - reconfigura um pacote já instalado

apt-get              - Utilitário de manuseamento de pacotes do APT - - interface de linha de comandos

apt-cache            - pesquisa a cache do APT

dpkg                 - package manager for Debian

102.5 Usar gerenciamento de pacotes RPM e YUM

Peso: 3

Descrição: os candidatos devem ser capazes de executar o gerenciamento de pacotes usando RPM, YUM e Zypper.

Principais áreas de conhecimento:

Instale, reinstale, atualize e remova pacotes usando RPM, YUM e Zypper.

Obter informações sobre pacotes RPM, como versão, status, dependências, integridade e assinaturas.

Determine quais arquivos um pacote fornece, além de descobrir de qual pacote um arquivo específico vem.

Consciência de dnf.

A seguir, uma lista parcial dos arquivos, termos e utilitários usados:

rpm                 - RPM Package Manager é um poderoso gerenciador de pacotes.

rpm2cpio            - Extrai o arquivo cpio do pacote RPM (RPM Package Manager).

/etc/yum.conf       - Arquivo de configuração principal do YUM

/etc/yum.repos.d/   - Diretório que contém os arquivos com os repositórios utilizados.

yum                 - Yellowdog O Updater Modified é um gerenciador de pacotes interativo baseado em rpm.

zypper             - Gerenciador de pacotes em linha de comando usando a biblioteca Libzypp. O ZYpp é um motor de gestão de software e um projecto código aberto patrocionado pela Novell utilizado por produtos como YaST, ZYpper e Zenworks, resolvendo dependências extraordinariamente bem e tendo uma óptima API de gestão de pacotes.

102.6 Linux como um convidado de virtualização

Peso: 1

Descrição: os candidatos devem entender as implicações da virtualização e da computação em nuvem em um sistema convidado do Linux.

Principais áreas de conhecimento:

Entenda o conceito geral de máquinas virtuais e contêineres.

Entenda as máquinas virtuais de elementos comuns em uma nuvem IaaS, como instâncias de computação, armazenamento em bloco e rede.

Entenda as propriedades exclusivas de um sistema Linux que precisam ser alteradas quando um sistema é clonado ou usado como um modelo.

Entenda como as imagens do sistema são usadas para implantar máquinas virtuais, instâncias de nuvem e contêineres.

Entenda as extensões do Linux que integram o Linux com um produto de virtualização.

Consciência do cloud-init.

A seguir, uma lista parcial dos arquivos, termos e utilitários usados:

Virtual machine - Em construção

Linux container - Em construção

Application container - Em construção

Guest drivers - Em construção

SSH host keys - Em construção

D-Bus machine id.  - Em construção


IT Certification Category (Portuguese)728x90

Tópico 103: Comandos GNU e Unix

Tópico 103: Comandos GNU e Unix.

Cada objetivo recebe um valor de ponderação.

Os pesos indicam a importância relativa de cada objetivo no exame.

Objetivos com pesos maiores serão cobertos no exame com mais perguntas.

103.1 Trabalhar na linha de comando

Peso: 4

Descrição: os candidatos devem poder interagir com shells e comandos usando a linha de comando. O objetivo assume o shell Bash.

Principais áreas de conhecimento:

Use comandos de shell únicos e seqüências de comando de uma linha para executar tarefas básicas na linha de comando.

Use e modifique o ambiente do shell, incluindo definir, referenciar e exportar variáveis de ambiente.

Use e edite o histórico de comandos.

Invoque comandos dentro e fora do caminho definido.

A seguir, uma lista parcial dos arquivos, termos e utilitários usados:

bash            - GNU Bourne-Again SHELL

echo            - exibe uma linha de texto

env             - executar um programa em um ambiente modificado / mostra apenas as variáveis exportadas

export          - (bash interno) Exporta uma variável

pwd             - imprime o nome do diretório atual / de trabalho

set             - (bash interno) Mostra as variáveis mesmo que elas sejam apenas locais.

unset           - (embutidos do bash) Remove uma variável

type            - bash comandos embutidos, veja bash (1) / mostra o caminho completo dos comandos (shell).

which           - mostra o caminho completo dos comandos (shell).

man             - uma interface para os manuais de referência on-line

uname           - imprime informações do sistema

history         - (bash interno) Mostra o histórico dos comandos digitados

.bash_history - Arquivo com a lista de comandos digitados.

103.2 Processar fluxos de texto usando filtros

Peso: 2

Descrição: os candidatos devem poder aplicar filtros a fluxos de texto.

Principais áreas de conhecimento:

Envie arquivos de texto e fluxos de saída por meio de filtros de utilitário de texto para modificar a saída usando comandos padrão do UNIX encontrados no pacote GNU textutils.

A seguir, uma lista parcial dos arquivos, termos e utilitários usados:

bzcat       - descomprime arquivos para stdout

cat         - concatena arquivos e imprime na saída padrão

cut         - remover seções de cada linha de arquivos

head        - saída da primeira parte dos arquivos

less        - oposto do more

menos       - pragma perl para pedir menos de alguma coisa

md5sum      - compute e verifique o resumo da mensagem MD5

nl          - número de linhas de arquivos

od          - arquivos dump em octal e outros formatos

paste       - mesclar linhas de arquivos

sed         - stream editor para filtragem e transformação de texto

sha256sum   - compute e verifique o resumo da mensagem SHA256

sha512sum   - compute e verifique o resumo da mensagem SHA512

sort        - classificar linhas de arquivos de texto

sort        - perl pragma para controlar o comportamento sort ()

slpit       - dividir um arquivo em pedaços

tail        - produz a última parte dos arquivos

tr          - traduzir ou excluir caracteres

uniq        - relata ou omite linhas repetidas

wc          - imprime contagens de nova linha, palavra e byte para cada arquivo

xzcat       - Compactar ou descompactar arquivos .xz e .lzma

zcat        - comprima ou expanda arquivos

103.3 Realizar o gerenciamento básico de arquivos

Peso: 4

Descrição: os candidatos devem poder usar os comandos básicos do Linux para gerenciar arquivos e diretórios.

Principais áreas de conhecimento:

Copie, mova e remova arquivos e diretórios individualmente.

Copie vários arquivos e diretórios recursivamente.

Remova arquivos e diretórios recursivamente.

Use especificações curinga simples e avançadas nos comandos.

Usando find para localizar e atuar em arquivos com base no tipo, tamanho ou tempo.

Uso de tar, cpio e dd.

A seguir, uma lista parcial dos arquivos, termos e utilitários usados:

cp          - copia arquivos e diretórios

find        - procura por arquivos em uma hierarquia de diretórios

mkdir       - crie diretórios

mv          - move (renomear) arquivos

ls          - lista o conteúdo do diretório

rm          - remove arquivos ou diretórios

rmdir       - remove diretórios vazios

touch       - alterar carimbos de hora do arquivo

tar           - um utilitário de arquivamento

cpio        - copia arquivos de e para arquivos

dd          - converter e copiar um arquivo

file        - determina o tipo de arquivo

gzip        - comprimir ou expandir arquivos

gunzip      - comprimir ou expandir arquivos

bzip2       - um compressor de arquivos de classificação de blocos

bunzip2     - um compressor de arquivos de classificação de blocos

xz          - Compactar ou descompactar arquivos .xz e .lzma

unxz        - Compactar ou descompactar arquivos .xz e .lzma

file globbing - Combinação de caracteres 

103.4 Use fluxos, canais e redirecionamentos

Peso: 4

Descrição: os candidatos devem poder redirecionar os fluxos e conectá-los para processar com eficiência os dados textuais. As tarefas incluem o redirecionamento de entrada padrão, saída padrão e erro padrão, canalizando a saída de um comando para a entrada de outro comando, usando a saída de um comando como argumentos para outro comando e enviando saída para stdout e um arquivo.

Principais áreas de conhecimento:

Redirecionando entrada padrão, saída padrão e erro padrão.

Canalize a saída de um comando para a entrada de outro comando.

Use a saída de um comando como argumentos para outro comando.

Envie a saída para o stdout e um arquivo.

A seguir, uma lista parcial dos arquivos, termos e utilitários usados:

tee - ler a partir da entrada padrão e gravar na saída e nos arquivos padrão

xargs - constrói e executa linhas de comando a partir da entrada padrão

103.5 Criar, monitorar e eliminar processos

Peso: 4

Descrição: os candidatos devem ser capazes de realizar o gerenciamento básico de processos.

Principais áreas de conhecimento:

Executar trabalhos no primeiro plano e no plano de fundo.

Sinalize um programa para continuar executando após o logout.

Monitore os processos ativos.

Selecione e classifique processos para exibição.

Envie sinais para processos.

A seguir, uma lista parcial dos arquivos, termos e utilitários usados:

bg          - comandos internos bash, veja bash (1)

fg          - comandos internos do bash, veja o bash (1)

jobs        - comandos internos do bash, consulte bash (1)

kill        - encerra um processo

nohup       - execute um comando imune a restrições, com saída para um não-tty

ps          - relata um instantâneo dos processos atuais.

top         - exibe processos do Linux

free        - Exibe a quantidade de memória livre e usada no sistema

uptime      - Diga quanto tempo o sistema está rodando.

pgrep       - procura ou sinaliza processos baseados em nome e outros atributos

pkill       - procure ou sinalize processos baseados em nome e outros atributos

killall     - mata processos pelo nome

watch       - executa um programa periodicamente, mostrando a saída em tela inteira.

103.6 Modificar prioridades de execução de processos

Peso: 2

Descrição: os candidatos devem ser capazes de gerenciar as prioridades de execução do processo.

Principais áreas de conhecimento:

Conheça a prioridade padrão de um trabalho que é criado.

Execute um programa com prioridade maior ou menor que o padrão.

Altere a prioridade de um processo em execução.

A seguir, uma lista parcial dos arquivos, termos e utilitários usados:

nice        - executar um programa com prioridade de agendamento modificada

ps          - relata um instantâneo dos processos atuais.

renice      - altera a prioridade dos processos em execução

top         - exibe processos do Linux

103.7 Pesquisar arquivos de texto usando expressões regulares

Peso: 3

Descrição: os candidatos devem poder manipular arquivos e dados de texto usando expressões regulares. Este objetivo inclui a criação de expressões regulares simples contendo vários elementos notacionais, bem como a compreensão das diferenças entre expressões regulares básicas e estendidas. Ele também inclui o uso de ferramentas de expressão regular para realizar pesquisas por meio de um sistema de arquivos ou conteúdo de arquivo.

Principais áreas de conhecimento:

Crie expressões regulares simples contendo vários elementos notacionais.

Entenda as diferenças entre expressões regulares básicas e estendidas.

Compreender os conceitos de caracteres especiais, classes de caracteres, quantificadores e âncoras.

Use ferramentas de expressões regulares para realizar pesquisas por meio de um sistema de arquivos ou conteúdo de arquivo.

Use expressões regulares para excluir, alterar e substituir texto.

A seguir, uma lista parcial dos arquivos, termos e utilitários usados:

grep        - linhas de impressão que correspondem a um padrão

egrep       - linhas de impressão que correspondem a um padrão

fgrep       - linhas de impressão que correspondem a um padrão

sed         - stream editor para filtragem e transformação de texto

regex      - Expressão Regular é uma representação para que você encontre padrões em um texto.

103.8 Edição básica de arquivos

Peso: 3




Descrição: os candidatos devem poder editar arquivos de texto usando o vi. Este objetivo inclui navegação vi, modos vi, inserção, edição, exclusão, cópia e localização de texto. Também inclui o reconhecimento de outros editores comuns e a configuração do editor padrão.

Principais áreas de conhecimento:

Navegue em um documento usando o vi.

Entenda e use os modos vi.

Inserir, editar, excluir, copiar e encontrar texto no vi.

Consciência do Emacs, nano e vim.

Configure o editor padrão.

Termos e Utilidades:

vim +n - Abre a linha n

vim +/treinalinux - Abre na linha treinalinux

/ - Pesquisa por um padrão

:s - Substituir

:% - Em todo arquivo

:g - Qualquer instância 

:n - Vai para linha n

: - Passa um comando 

h - Vai para a esquerda

j - Vai para baixo

k - Vai para cima 

l - Vai para a direita 

i - Entra no modo de inserção 

I - Entra no modo de inserção no começo da Linha

o - Entra no modo de inserção na linha abaixo

O - Entra no modo de inserção na linha acima

a - Entra no modo de inserção após o caracter atual

A - Entra no modo de inserção no final da linha

D - Deleta a linha atual

p - Colo o que foi copiado ou deleta

Y - Copia a linha atual 

dd - Deleta a linha atual 

yy - Copia a linha atual 

ZZ - Salva e sai

:w - Salva o arquivo

:w! - Força o salvamento

:q - Sai sem salvar

:q! - Força a saída sem salvar

:wq

:wq! - Força o salvamento e sai

:x - Salva e sai

:x! - Força o salvamento e sai do arquivo

gg - Vai para o inicio do arquivo

G - Vai para o final do arquivo


IT Certification Category (Portuguese)728x90

Tópico 104: Dispositivos, FS Linux, Padrão (FHS)

Tópico 104: Dispositivos, Sistemas de Arquivos Linux, Padrão de Hierarquia do Sistema de Arquivos.

Cada objetivo recebe um valor de ponderação.

Os pesos indicam a importância relativa de cada objetivo no exame.

Objetivos com pesos maiores serão cobertos no exame com mais perguntas.

104.1 Criar partições e sistemas de arquivos

Peso: 2

Descrição: os candidatos devem poder configurar partições de disco e criar sistemas de arquivos em mídia, como discos rígidos. Isso inclui o manuseio de partições de swap.

Principais áreas de conhecimento:

Gerenciar tabelas de partição MBR e GPT

Use vários comandos mkfs para criar vários sistemas de arquivos, como:

ext2/ext3/ext4 - Oficial de sistemas Linux o ext2 é antigo e sem Journal, o ext3 é basicamente o ext2 com Journal e o ext4 possui mais melhorias e já possui o Journal garantido mais segurança

XFS - Sistema criado pela SGI para sistemas IRIX

VFAT - Usado em sistemas Windows

exFAT - Sistemas Fat extendido

Conhecimento básico de recursos do Btrfs, incluindo sistemas de arquivos de vários dispositivos, compactação e subvolumes.

A seguir, uma lista parcial dos arquivos, termos e utilitários usados:

fdisk       - manipula a tabela de partições de disco

gdisk       - semelhante ao fdisk, mas o gdisk modifica como partições do GPT.

parted      - um programa de manipulação de partições

mkfs        - construa um sistema de arquivos Linux

mkswap      - configure uma área de swap do Linux

104.2 Manter a integridade dos sistemas de arquivos

Peso: 2

Descrição: Os candidatos devem ser capazes de manter um sistema de arquivos padrão, bem como os dados extras associados a um sistema de arquivos de registro no diário.

Principais áreas de conhecimento:

Verifique a integridade dos sistemas de arquivos.

Monitore o espaço livre e os inodes.

Reparar problemas simples do sistema de arquivos.

A seguir, uma lista parcial dos arquivos, termos e utilitários usados:

du          - estimar o uso do espaço no arquivo

df          - informa o uso do espaço em disco do sistema de arquivos

fsck        - verifica e conserta um sistema de arquivos Linux

e2fsck      - verifica um sistema de arquivos Linux ext2 / ext3 / ext4

mke2fs      - cria um sistema de arquivos ext2 / ext3 / ext4

tune2fs     - ajuste os parâmetros ajustáveis do sistema de arquivos em sistemas de arquivos ext2 / ext3 / ext4

xfs_repair  - repara um sistema de arquivos XFS

xfs_fsr     - reorganizador do sistema de arquivos para XFS

xfs_db      - depura um sistema de arquivos XFS

104.3 Controlar a montagem e desmontagem de sistemas de arquivos

Peso: 3

Descrição: Os candidatos devem poder configurar a montagem de um sistema de arquivos.

Principais áreas de conhecimento:

Montar e desmontar manualmente sistemas de arquivos.

Configure a montagem do sistema de arquivos na inicialização.

Configurar sistemas de arquivos removíveis montáveis pelo usuário.

Uso de rótulos e UUIDs para identificar e montar sistemas de arquivos.

Consciência das unidades de montagem do systemd.

A seguir, uma lista parcial dos arquivos, termos e utilitários usados:

/etc/fstab      - Padrão para apontar o mapeamento dos discos que serão montados.

/media/         - Por padrão você pode usar qualquer diretório, mas /media/ é  recomendado.

mount           - montar um sistema de arquivos

umount          - desmontar sistemas de arquivos

blkid           - localiza / imprime os atributos do dispositivo de bloco

lsblk           - dispositivos de bloco de lista

104.4 Removido

104.4 Removido na versão atual

104.5 Gerenciar permissões e propriedade de arquivos

Peso: 3

Descrição: os candidatos devem poder controlar o acesso a arquivos por meio do uso adequado de permissões e propriedades.

Principais áreas de conhecimento:

Gerenciar permissões de acesso em arquivos regulares e especiais, além de diretórios.

Use modos de acesso como suid, sgid e o sticky bit para manter a segurança.

Saiba como alterar a máscara de criação de arquivos.

Use o campo de grupo para conceder acesso ao arquivo aos membros do grupo.

A seguir, uma lista parcial dos arquivos, termos e utilitários usados:

chmod           - muda os bits do modo de arquivo

umask           - (bash interno) Máscara que determina como os diretórios e arquivos são criados a nível de permissão

chown           - altera o proprietário e o grupo do arquivo

chgrp           - altera a propriedade do grupo

104.6 Criar e alterar links físicos e simbólicos

Peso: 2

Descrição: os candidatos devem poder criar e gerenciar links físicos e simbólicos para um arquivo.

Principais áreas de conhecimento:

Crie links.

Identifique links físicos e / ou soft.

Copiando versus vinculando arquivos.

Use links para suportar tarefas de administração do sistema.

A seguir, uma lista parcial dos arquivos, termos e utilitários usados:

ln      - faz ligações entre arquivos

ls      - lista o conteúdo do diretório

104.7 Encontre arquivos do sistema e coloque arquivos no local correto

Peso: 2

Descrição: Os candidatos devem estar totalmente familiarizados com o Filesystem Hierarchy Standard (FHS), incluindo localizações típicas de arquivos e classificações de diretórios.

Principais áreas de conhecimento:

Entenda os locais corretos dos arquivos sob o FHS.

Encontre arquivos e comandos em um sistema Linux.

Conheça a localização e a finalidade de arquivos e diretórios importantes, conforme definido no FHS.

A seguir, uma lista parcial dos arquivos, termos e utilitários usados:

find                    - procura por arquivos em uma hierarquia de diretórios

locate                - lista arquivos em bancos de dados que correspondem a um padrão
updatedb         - atualiza um banco de dados de nome de arquivo

whereis             - localiza os arquivos binários, de origem e de manual para um comando

which               - mostra o caminho completo dos comandos (shell).

type                  - bash comandos embutidos, veja bash (1)

/etc/updatedb.conf


IT Certification Category (Portuguese)728x90

Conclusão

Chegamos ao final do artigo, esperamos ter ajudado.

É fundamental que você comente o artigo, se inscreva em nosso canal e compartilhe para ajudar outros profissionais.

Logo vamos liberar o próximo artigo, mas isso vai também depender de você.

Digo nos comentários se você gostou do artigo.

Confira nosso curso de Analista de Suporte Linux Red Hat aqui.

Fontes: LPI FS Regex
CategoriesCertificações

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Begin typing your search above and press return to search. Press Esc to cancel.